Centro de Histoterapia Placentária

 EXPERIÊNCIA NO CENTRO DE HISTOTERAPIA DA PLACENTAR
 Centro de Histoterapia Placentária de Cuba

Conteúdo desta página 

  1. Experiência
  2. Breve história
  3. Tratamento contra o Vitiligo
  4. Tratamento contra a Alopécia
  5. Tratamento contra a Psoríase

PEDIDO DE TRATAMENTO

EXPERIÊNCIA NO CENTRO DE HISTOTERAPIA DA PLACENTAR

Centro de Histoterapia PlacentáriaO Centro de Histoterapia Placentária com uma experiência de mais de 20 anos no tratamento a pacientes com afeções dermatológicas, atendeu nos últimos 5 anos mais de 4000 pacientes. Nele você poderá encontrar uma equipa multidisciplinar que, chefiado pelo investigador cubano Prof. Dr. Carlos Miyares Cao lhe oferecerá a atenção mais especializada em afeções como sendo: vitiligo, psoríase e alopecia.
 
Com medicamentos tirados da placenta humana, 84% dos pacientes portadores de vitiligo e 78% dos portadores de psoríase, conseguiram a solução da sua doença. Nesta instituição especializada em transtornos dermatológicos poderá encontrar a cura, a detenção e o treino de pessoal médico nas referidas doenças, bem como cursos de pós-graduação e medicamentos exclusivos no mundo para isso.
 
BREVE HISTÓRIA
Na década dos 70, Cuba mediante um convénio comercial exportava para os Laboratórios MERIUX da França 40 toneladas anuais de placenta humana; ao mesmo tempo o Dr. Carlos Miyares Cao médico especialista cubano em Ginecologia e Obstetrícia e professor de Farmacologia da Escola de Medicina da Universidade de Havana, ao estudar o metabolismo de placentas mantidas com vida em condições de laboratório descobriu uma substância com atividade estimulante da pigmentação da pele.

A utilização com êxito no nosso país da referida substância no tratamento da doença dermatológica conhecida como vitiligo determinou que nos anos 80-82 fossem suspensas as exportações de placenta a França ao começar na indústria farmacêutica nacional a produção do novo medicamento conhecido com o nome de Melagenina para a sua distribuição nas farmácias por prescrição facultativa.

Em 1985 foi criado o primeiro serviço internacional de atenção a pacientes com vitiligo na clínica central "Cira García" na Cidade de Havana sob a responsabilidade do próprio Dr. Carlos Miyares Cao. A afluência de pacientes de países próximos de Cuba (México, Venezuela, Colômbia, etc.) deu origem ao estabelecimento do primeiro sistema de turismo de saúde.

Em 1986, como consequência da repercussão internacional originada pelo novo  tratamento cubano contra o vitiligo graças ao medicamento obtido da placenta humana, o Conselho de Estado funda o Centro de Histoterapia Placentária sob a direcção do Dr. Carlos Miyares Cao com o propósito de alargar essas investigações.

Em 1987 foi criado o serviço clínico nacional e internacional da instituição devido ao incremento no número de pacientes com vitiligo que solicitava atenção em Cuba com o novo medicamento. Começou a cobertura médica a pacientes de mais de 90 países, assim como a dos afectados nacionais por essa doença. De 1988 até 1991 são criados centros para a atenção a esses pacientes, bem como a exportação de Melagenina Plus.         

O pessoal médico desses centros recebia treino no Centro de Histoterapia Placentária para garantir que a aplicação do método conseguisse a mesma efectividade que em Cuba.

Nessa etapa foram fundadas 30 associações de pacientes de Vitiligo chamadas Associações de amigos contra o Vitiligo, integradas por doentes que solicitavam a introdução do medicamento cubano nos seus respectivos países.

De 1992 até 1994 a Direcção do país avalia a necessidade de construir uma planta para a obtenção de diversos medicamentos obtidos da placenta humana, não só a Melagenina, porque as investigações desenvolvidas pelo Dr. Carlos Miyares Cao e a sua equipa no Centro de Histoterapia Placentária tinham obtido medicamentos úteis para outras patologias e uma linha de cosméticos de grande eficácia para retardar o processo de envelhecimento celular. 

Antes da construção da planta da Instituição, esses produtos eram elaborados da seguinte forma: a Melagenina, a Loção Piloactiva e o Champô de Placenta em instalações da indústria médico-farmacêutica, encontrando-se separadas as unidades de elaboração, embalagem e controlo da qualidade, o que dificultava o incremento e a produção em grande escala dos mesmos, ao passo que a Coriodermina e os restantes cosméticos eram elaborados na própria área de investigações do Centro de Histoterapia com melhores condições tecnológicas porém com escassa capacidade produtiva, pelo que era cada vez mais difícil satisfazer a crescente demanda nacional e internacional desses derivados placentários.

Esta situação origina a necessidade de contar com uma Planta de tecnologia moderna e elevada capacidade produtiva a qual começou a ser construída em 1991 no Município La Lisa nas proximidades do povoado de Valle Grande, em Cidade de Havana, sob a responsabilidade da ECOA-25 do Ministério da Construção, MICONS, com um projecto atendido directamente pela Direcção de Investimentos do Conselho de Estado.

A construção levou 4 anos, a área do investimento abrange 26 000 metros quadrados e consta fundamentalmente de dois edifícios paralelos.

 No edifício principal se concentram os equipamentos necessários para a armazenagem e descongelamento das placentas recolhidas nas maternidades do país; extração e bioprocessamento dos diferentes derivados placentários antes mencionados, assim como a sua embalagem e armazenagem para a sua posterior distribuição no país ou para a exportação.

No segundo edifício estão concentrados os laboratórios de Controlo da Qualidade, Químico, Microbiológico e Biológico e uma área para o desenvolvimento das novas tecnologias.

O quadro de pessoal aprovado é de 170 trabalhadores e a sua capacidade produtiva teórica é de 3000 frascos/hora.

Centro de Histoterapia Placentária
TRATAMENTOS RELACIONADOS
Programa de Tratamento contra o Vitiligo
Programa de Tratamento contra a Alopécia
Programa de Tratamento contra a Psoríase

  

Medical Services Providers